segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O que se leva dessa vida, é a vida que a gente leva.

Já ouviram essa frase? Ou quase isso?
Pois é o que tenho aprendido nestes dias no hotel, que é mais uma casa de apoio paga do que tudo.
Vejo filhos cuidando de seus pais, esposas de seus maridos, raros maridos cuidando das esposas, mães de filhos e vejo pessoas sozinhas.
Ai podes me questionar, e daí estar ali sozinha, eu também não estou? Sim, estou, mas no meu caso a minha dependência de um acompanhante é quase nula, ( Mas Dir faz faaaalta.)
Lá muitas histórias, gente surpreendida pela doença, gente rendida por ela depois de anos de teimosia em não querer se tratar; pessoas boas, religiosas, de fé; senhoras, senhores, jovem, criança. Realmente a doença não faz a menor cerimonia,  talvez por isso a doença do Gianichini tenha dado tanto pano pra manga, como se ele nao fosse humano, um belo espécime masculino eu diria, mas ainda assim gente, porque o susto? Acaso ele por ser global, está acima do bem e do mal? Quero um emprego na Globo se isto der imunidade, serve qualquer função. Porque será que o câncer da Lilian Carla Arguello Basqueira, um tipo inflamatório e por isso raro e agressivo, não foi alvo de entrevistas? Porque não saiu na revista Veja deseinhos do meus sistema linfático explicando porque raios ficarei sem defesa, depois da retirada dos linfonodos; porque a Lilian não é global ou pq não me internei no Sirio Libanês ( meu sonho). Ia dar ibope, a Lilian, a Marina, a Cris, a Keila, Sabrina, Wilma, e tantas outras mulheres não são artistas famosas, mas somos campeões de audiência lá em casa e quantas vidas seriam salvas se a midia mostrasse de verdade a cara do câncer, não através de personagens que mal tem olheiras (com exceção do Lázaro Ramos que interpretou como ninguém, a angustia de saber o diagnóstico, o medo da morte, de dar trabalho, pra ser mais real, só pondo ele numa fila do sus pra esperar exames, que é a realidade da maioria dos brasileiros); mostra como é uma quimio, quais os tipos, a radioterapia, mostra a gente na fila, mostra a nossa cara, nossa força de vontade e tantas curas. Porque tem que ter um famoso no meio pros holofortes partirem em sua direção?
Aff, nem era sobre isso que ia falar, mas tem dia que tô engasgada com isso. Voltando a frase do titulo, a escolhi, pois ouvi muitas histórias e presencio o sofrimento de homens ( no hotel que estou) abandonados pela família, definhando, alimentando-se com sondas, pele e osso, sofrendo e enquanto eu rezo para a sexta chegar e poder vir pra casa, eles se desesperam por não ter onde voltar ou ter que ir pra casa serem maltratados pelos filhos. Aí a gente se revolta e pergunta que tipo de familia é essa que abandona um ente seu e descobre que o referido velhinho, tão coitadinho, foi durante a vida um tirano, um ditador, alguém que supôs jamais precisar de ninguém e por isso abandonou, judiou, torturou, humilhou. Alguém que tendo sua familia a deixava privada das coisas para gastar com bebida, festas, mulheres; alguém que orgulhoso jamais se deixou levar a um médico porque isso é coisa de fresco; e é claro que tem mesmo aquele que tudo fez pelos seus e nada recebeu em troca...
Tão fácil julgar quando não se conhece as histórias de cada um não é? Tão dificil perdoar a dureza da vida, fazer o bem a quem tão mal causou, ser altruísta,(eu bem sei disso).
Por isso que esta frase mexeu tanto comigo, o que se leva desta vida é a vida que a gente leva; não sei como consegueria passar por tudo isso sem meus amigos me fortalecendo, meu marido me ajudando, tendo todo amparo possível, e se tenho isso é porque conquistei o amor, o carinho, e a vontade do outro em me querer bem e curada. Nisso eu sou privilegiada, e que esta experiência me sirva de lição para continuar cuidando do que planto, pois se o plantio é opcional, a colheita é obrigatória.
Pra mim começa mais uma semana de tortura, menos 5 na contagem regressiva, mas que bom, que maravilha que eu posso sofrer por estar longe de casa, dos filhos, da net, dos amigos.
Em tudo dai graças ao Senhor! E eu agradeço a dor, o aprendizado, a oportunidade da cura, a tristeza do ir e a alegria da volta.
Uma semana abençoada a todos. Que Deus nosso Senhor seja nosso guia, nosso aconchego e fortaleza.

10 comentários:

✿ chica disse...

Essas diferenças e alardes com uns e outros parecem inexplicáveis. Todos com o mesmo problema e uns alardeados... Estranho.Mas existe!Desejo um linda semana, cheia de coisas boas, e tuuuuuuuuuuuudo de bom,!beijos,chica

Marina disse...

Segunda tentativa! :) Amoreeee, adorei esse texto, lindo, lindo! Fez refletir, fez pensar! Muitos beijos!!!! Que essa semana passe rápido!

Tania Lyrio disse...

Caramba...texto forte!
Pensei: "...e como poderia ser diferente?"
Amiga a vida é física pura,"para toda ação, uma reação" e mais o que parece nem sempre é.
Uma pessoa estar sozinha não significa "ser" sozinha e o contrário também se aplica.
Sorte,benção,livre arbítrio.(acho que tudo um pouco).
Nós temos pessoas que nos amam e que certamente se sentem muito amadas por nós...e daí...segue-se a história de cada um.
Adorei!Bju.

Vera do sullllllll disse...

Olá!
Uma verdade bem dita vale como um tratado,e vc descreveu muito bem sentimentos, emoções e principalment a diferença,nos tratamentos e na maneira de tratar...
Felizes os que tem condições. Nosso reconhecimento e compaixão para os tem suas dores não valorizadas e não recebem atenção.Que a nossa condição de humanos nos permita dar ajuda e minimizar o sofrimento para que a nossa vida tenha valido a pena.
Bjs

O SOL do amanhã... disse...

Quando crescer quero escrever igual a vc! UM bjo enorme!!!
Ouvi uma frase do padre Leo que ele dizia: se estamos plantando limão, não espere colher laranjas... então como vc disse devemos plantar bem, pois a colheita é obrigatória.
Um forte abraço!!!

Felipe Mota disse...

Força Lilian, estamos todos torcendo por vc

Keila Rocha disse...

Muito lindo amiga!!! Mas agora vamos chamar a atenção do mundo com certeza com nossa nova coreografia e estilo penosas, vc vai ver, cada movimento vai ser um flash....rsrsrsrsrrs....bjoooooooo...volta logo!!!

Lucia Lombardi disse...

Minha querida amiga, essa e a Lilian que Deus quer trabalhar, forte, cheia de fe, e pronta para ajudar a caminhada de outros. Era assim que Deus me mostrava voce, porque comigo nao foi diferente. Tens amigos sim, que te amam e saber que Nosso senhor Jesus te ama muito maisssssssssssssssss do que todos nois. Fique nessa paz e determine, porque da sua boca saira o que o coracao esta cheio. sua amiga sempre.

Cristina disse...

Muito bom seu texto! Concordo com você minha amiga, fazem um alarde e há tantos que sofrem sem ao menos poder contar com alguém. Tão bonito quando vc diz que agradece a dor, uma alma agradecida agrada os olhos de Deus. Aprendi nessa caminhada que o louvor liberta! Vá em frente com fé e não esqueça: Tamo juntas. Bjsssssssssss

Sandra Regina disse...

CONCORDO TB! realmente,tem um grande nº de pacientes de câncer, sem recursos, lutando contra a doença e tdo o sistema precário de saúde do nosso país! é triste d+, mas p/ a mídia ñ rende, divulgações sobre estes. DEUS A ABENÇOE NESTE MOMENTO DESAFIADOR E Q SERÁ RUMO A VITÓRIA! P/ TDAS NÓS! BJS

Postar um comentário

Obrigada por ler o blog, fico feliz que esteja aqui. Deus nos abençoe!!!!