segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Quem tem medo da mastectomia? \0/

Mastectomia
Mastectomia é o nome da cirurgia de remoção completa da mama. É um dos tipos de tratamento cirúrgico para o câncer de mama. Existem muitos tipos de mastectomia são elas:
Mastectomia total simples: consiste na retirada da glândula mamaria, incluindo o complexo areolar e aponeurose do músculo peitoral. Os linfonodos axilares são preservados. É indicada nos casos de: carcinoma ductal in situ; recidiva após cirurgia conservadora; lesões ulcerativas em pacientes com metástases a distância onde o controle local promove melhor qualidade de vida; pacientes idosas com risco cirúrgico elevado ou que não possuem adenopatias axilares palpáveis ou evidência de doença a distância; e em pacientes selecionadas para tratamento profilático (Marchant, 1997).
Mastectomia radical modificada consiste na retirada da glândula mamária e na linfadenectomia axilar, com preservação de um ou ambos os músculos peitorais. Constitui o procedimento cirúrgico realizado na maioria das pacientes com câncer de mama nos estádios I, II e III. Este procedimento é indicado: na presença de tumor acima de três cm, sem fixação à musculatura; em pacientes com recidiva após tratamento conservador; ou que apresentem qualquer condição que as tornem inelegíveis ao tratamento conservador; e em pacientes que não concordem com a preservação da mama (Franco, 1997; Marchant, 1997). É denominada de mastectomia radical modificada Patey, quando ocorre a preservação do músculo grande peitoral. Quando os dois músculos peitorais são preservados, é chamada mastectomia radical modificada Madden.
Mastectomia subcutânea: Consiste na retirada da glândula mamária, conservando os músculos peitorais e suas aponeuroses, pele e complexo aréolo-papilar. Por deixar tecido mamário residual com possibilidade de alterações hiperplásicas e degeneração maligna, seu uso é bastante questionado (Franco, 1997). Segundo Marchant (1997) uma série de complicações são associadas a este procedimento, incluindo hematoma e subseqüente fibrose, não devendo ser empregado no tratamento do câncer de mama. Como tratamento profilático, seus resultados são inferiores ao da mastectomia simples.
Mastectomia dupla. O cirurgião remover ambas as mamas ao mesmo tempo, mesmo se o câncer estiver apenas em uma delas. Essa cirurgia é rara e mais usada quando o cirurgião sente que há alto risco da mama que está saudável ter câncer. A mastectomia profilática é uma cirurgia que retira as mamas para minimizar o risco de incidência do câncer, chegando a alcançar 90% de redução em sua ocorrência

A mastectomia (retirada cirúrgica total ou parcial da mama) é parte imprescindível do tratamento contra o câncer de mama. Interessante notar que muitas vezes os cuidados pós operatórios dessas pacientes são negligenciados. Pensando nisso, o Instituto Nacional do Câncer lançou há algum tempo a cartilha de "Orientações Fisioterápicas: Mastologia". A cartilha pode ser acessada no site abaixo. Leia e aprenda!



Dia 27, sexta-feira, as 8 da manhã vou fazer enfim minha mastectomia . O que sinto? Um medo... Uma ansiedade, uma vontade de que tudo acabe logo.
Eu procurei, li, reli, busquei relatos sobre o assunto. E quer saber? É assustador o que se encontra. Ainda bem que tenho um exemplo de coragem, fé e de que cada caso é um em especial, minha amiga Bibi. Então agora é esperar e confiar nos planos que Deus tem pra mim, Ele está no controle eu só preciso descançar em seu colo...

7 comentários:

câncer e minhas emoções disse...

Que Deus lhe de tranquilidade, paz que vc se sinta acolhida com seu amor Tenha certeza eu e muitas de nos , guerreiras estaremos em sintonia junto a vc.Afinal Deus ha de cuidar..
Meu carinho

Cristina disse...

Lilian, você é uma mulher de fé! Como vc diz, Deus está no comando e tudo dará certo! Estarei em oração por vc! Um abraço!

Marcia disse...

Olá,Liliam,já fiz a minha,e estarei torcendo por voce,e,com Deus á frente,é claro,tudo correrá bem!
muitos beijinhos!

Mulher de Peito disse...

Daqui há um mês será a minha cirurgia e será radical.
Faço dos seus os meus sentimentos.
Ontem, recebi a ligação de uma senhorinha, que faz parte das amizades que o corredor do hospital trouxe,ela foi operada em fevereiro desse ano, época que recebi o meu diagnóstico e iniciei a quimio.
Me ligou para dizer simplesmente que tudo vai dar certo, que olhasse para o exemplo dela.
68 anos, faço tudo com moderação ,afinal já era tempo, cuido da casa,dirijo, e trabalho.
Trabalha muito antes da doença aparecer, como voluntária na Casa de Apoio aos Portadores de Cancer de minha Cidade.
Lilian, o timoneiro desse barco, é o Pai.
Extenda o braço a ser operado, ligeiramente coloque sua mão nesse TIMÃO de luz, e se deixe conduzir.

Lilian disse...

Amigas, agradeço a força e as orações, não vou mentir que não esteja temerosa, mas também estou muito feliz, aliviada, vou me livrar do Ca.... beijos

paty disse...

Queridas, não tenha medo faz dois meses que fiz essa cirurgia estou bem. Acredite em Deus que tudo fica em paz.

Anônimo disse...

Olá, entendi perfeitamente o que vc sentiu! minha cirurgia foi marcada pra amanha, hoje eles me ligaram dizendo que vão fazer uma paralização e que ficará pra outra semana! achei muita falta de respeito com os sentimentos da gente! poxa...psicologicamente não dá pra confiar. Bjos colega

Postar um comentário

Obrigada por ler o blog, fico feliz que esteja aqui. Deus nos abençoe!!!!