quinta-feira, 23 de junho de 2011

Carta a quem recebeu o diagnóstico, está tratando ou tratou um câncer mama:: Por Marina de Loureiro Maior

Esta carta não é minha, é de uma "amiga do peito" Marina, do blog: http://ninameninadepeito.blogspot.com, mas bem poderia ser, ou sua, quem a ler vai entender porquê, que de tão linda( bendita insonia) achei que merecia ser reeditada.
Ah, e quem não conhece essa fofa , visite o blog dela, é uma delicia le-la...
Marina, eu ai love you você, obrigada por sua compania de sempre!



     
     Olá!

     Você provavelmente não me conhece, e o mesmo ocorre comigo... Não devo conhecer seu rosto, não devo conhecer onde você mora, não sei o que você gosta de fazer nas horas vagas, no que trabalha, mas a partir de uma certa data (que variou muito entre cada uma de nós), nos tornamos mais íntimas do que jamais imaginamos: formamos algo como uma irmandade...
                                                                                                                                
     E que data seria essa? Seria o ano do nascimento no horóscopo chinês? Seria a data que determinaria se eu sou de Áries e você é de Libra, ou Virgem? Ou seria Sagitário?
Não, foi a data do dia do diagnóstico do câncer de mama, aquela data que nos faria mudar para sempre...

     Sei que a chegada dessa notícia variou muito entre todas nós... Umas receberam sozinhas, outras com familiares, outras dentro de consultórios médicos...Mas sei que a conclusão final foi: “Nossa, estou com câncer!!!” (algumas podem ter vociferados palavras de baixo calão – e nessas eu me incluo!)  “Eu??? Com um tumor maligno?” E tome de palavras feias associadas a nós a partir daí: mastectomia, quadrantectomia, carcinoma ductal infiltrante...

     E depois? Você também se acabou de chorar? Você também teve medo de morrer? Você teve medo do tratamento, da cirurgia, da quimioterapia? E da radio?

     Aí você se adapta a isso, afinal, não sabíamos, mas somos mulheres mais do que fortes! E já que é para lutar contra o bicho, vamos para cima dele com unhas e dentes!

     Só que você não esperava por isso, mas, o ser humano pode ser cruel, mesmo na tentativa de ajudar (ou não!) e você começa a ouvir besteiras as mais variadas:
“isso é castigo”, “você se estressava muito”, “você que fez esse câncer em você”, dentre outras que prefiro não lembrar. De verdade, se essas abobrinhas fossem ditas agora, quando a poeira já está baixando, a gente tiraria de letra... Mas, nãoooo!! Nos dizem na hora em que estamos passando pelo olho do furacão...E a gente aprende mais uma:: separar o joio do trigo até nas amizades!

     Enfim, depois de se acostumar a idéia de ser uma “despeitada” e careca, ao fato de ficar PROIBIDA de comer o que você bem entende, de fazer o que bem quer, de ter que fazer exames de sangue a cada semana, de ser furada e ficar acoplada a mil frascos de mil medicações a cada 21 dias, de ter medo de não poder optar por ter ou não ter mais filhos, de ser afastada de toda sua rotina, de ter medo de fazer planos...Você consegue ver o lado bom disso tudo: você tem amigos (novos e antigos, perto ou longe) e uma família que te ama de VERDADE! Sua vida, na vida real, sempre foi maravilhosa! Aquilo que você reclamava, poderia até parecer sério naquele momento mas, será que realmente importava? Pois é, a vida é boa demais de ser vivida! E você aprende a dar mais valor a ela depois do câncer! É, sua vida mudou...e você começa a perceber que Deus (ou no que você acreditar!) colocou essa doença para você enxergar tudo com novos olhos: olhos de uma pessoa mais feliz!

     Vamos nessa, meninas! Deixem a vida te levar (como já disseram Skank e Zeca Pagodinho, cada um a seu modo!)
     Mil beijos! E mais beijos em todas as amigas de blog! Esse post é especial para vocês!
P.S. e também para todos aqueles que estão passando pelo tratamento de algum outro tipo de câncer... imagino que a “retirada de qualquer  parte do nosso corpo”, sem nossa prévia vontade e sem ser por motivos estéticos, deva provocar sentimentos similares ao da mastectomia...

5 comentários:

✿ chica disse...

Uma carta linda e cheia de ótimas palavras! beijs, lindo fds,chica

Marina disse...

Lilian!!!! Obrigada!!! Mesmo! Mas passar por isso tudo fica muito mais fácil tendo amigas como você, que mesmo longe, eu sinto tão pertooooooo! Amor, I love you!!! Um ótimo fds!!! Muuuuuuitos beijosssss!!!

Keila Rocha disse...

A Marina é F....(Fofa), rsrsrsrrsrsrs... por isso ela ja tem lugarzinho cativo no meu coração.... e vc tb ta Lilian.... bjo e um ótimo fim de semana pra todas nós...

Karina - Frei-Sein disse...

Ei Lilian... Quer me fazer chorar duas vezes minha amiga..?? Cartinha emocionante da Marina!!
Querida me desculpe a falta de notícias, a falta de atenção desculpe mesmo esse momento tão egoísta dessa sua amiga aqui!! Que acordou para vida entendendo que a melhor coisa por mais doída que seja não é se afastar dos amigos e sim se apoiar neles...
Como você está minha amiga? como foram esses tempos? Me desculpe mesmo tão ter estado pertinho de ti!!
Beijinhos da amiga que lhe ama muito!!!

Anônimo disse...

estou orando sempre por você desde que te achei na net ,quando procurava o seu consultório. conheci vc em consulta em nova Iguaçu .Deus te abençoará.Minha filha era sua paciente .bjs e boa noite.

Postar um comentário

Obrigada por ler o blog, fico feliz que esteja aqui. Deus nos abençoe!!!!