segunda-feira, 27 de junho de 2011

O valor das pequenas coisas, mesmos que elas tenham pernas.

Faço um desafio a você, duvido que leia este post, sem coçar a cabeça antes de terminar. É amigas, o caso é “empiriquitante”,
Estou meio sem idéias do que postar, porque confesso estou numa fase revolta, com uma mega-plus-power-big e estupenda TPM, advinda não apenas da dita cuja, mas também da mastectomia dupla, da pausa da obra, do sumiço do pedreiro, do frio, do calor, do sol, da chuva, enfim, tudo me irrita. Então pra não parecer pessimista, não posto. Nem vou postar a respeito, estou escrevendo sobre o meu despeito, literalmente sobre...
Conversando com a Marina e a Keila, no MSN, confessei a elas o inconfessável, e elas riram tanto que achei legal dividir, por mais anti-higienico que possa parecer.
Bom, tem dias que estou revoltada com meu cabelo, quando estava careca todo mundo vinha com aquele papinho de que “cabelo cresce, depois vem mais bonito”, comigo não violão, o meu cabelo voltou uma &*%$#*&*$, mais pixaim que nunca, ressecou de uma maneira que estava quase impossível pentear, então fui ao meu cabeleireiro e pedi: Vilmar, ou você raspa essa M, ou dá um jeito de alisar. Ele é um amigo querido de anos, esteve comigo em todos os momentos difíceis, raspou minha cabeça e chorou junto comigo naquele 5 de maio de 2010, quando caiu pela primeira vez a juba; feliz aparou os toquinhos depois das rádios, imagina se ia querer raspar. Alisou. E adivinha? Ficou uma M. Fiquei parecendo um porco espinho. Muito estress sempre influenciou em meus cabelos, o couro cabeludo vira uma crosta, desta vez não foi diferente, mas negócio que está caindo demais. Resolvi passar uns óleos, uns cremes.
Foi então que eu tive a visão. Ãn, Cuma? O que? Não acredito. Diiiiiiiiiiiiiiiirrr, vem olhar isso aqui, é um piolho? Sim amigas, era.
Veio então um paradoxo de emoções,não sabia se achava graça ou chorava. Eu ria, ria, ria, ficava com mais raiva ainda, e ria mais um pouco. Cara, pra quem há um ano estava careca, ter piolho num é a glória? KKKK Sei lá, depois deste pensamento filosófico, eu pirei e gritei: Cabeças vão rolar, quero saber quem me contaminou. Pente fino à mão, nada achei em minhas investigações pentibilísticas. Deve ter vindo com a Gabi ou o Matheus que estão em idade escolar, não gostando das crianças, resolveu passear onde? No meu pixaim. Se ferrou, além do mais, com toda essa química no sangue, ele ia morrer do mesmo jeito. Ou sei lá, pode ter sido um enviado dos céus pra me fazer rir, lembrar do que passei e parar de reclamar do pixaim, é pixaim mas é cabelo, e tá me protegendo deste frio da gota.
Então queridos, quando vocês ouvirem dizer que depois do câncer a gente aprende a dar valor as pequenas coisas, é dar valor a tudo mesmo, mesmo que estas pequenas coisas tenham pernas e seja nojento.
Agora confessem se não coçaram a cabeça? E não foi pra filosofar comigo. Kkkkkk
Sabe que até acalmei, mas não espalha tá, na minha idade, na minha condição, é no mínimo hilário e eu posso ser vitima de bulling... Segredo nosso tá?

5 comentários:

✿ chica disse...

Claro que cocei a cabeça como faço a cada vez que escuto essa palavrinha,srrs...

Mas tu és demais e isso é maravilhoso!

Tenho uma amiga que após a quimio, perdeu o cabelo que era crespo e longo. Daí veio todo diferente, lindo!
Bem depois de um tempo ela mandava raspar a cabeça, mesmo sem precisar, pois se achava mais bonita a cada vez que eles cresciam.Pode? srsr Uma cabeça maravilhosa também! beijos,linda semana,chica

Anônimo disse...

Oi Lilian querida.. NAO POSSO ACREDITAR.... kkkk eu nao fiz quimio,mas ja passei por isso.. também ja tive essas pequenas criatturinhas andando no meu "tóinhonhóin" e olha que tu ta com sorte.. kkk na minha eram muuuuitas criaturinhas... fica bem amiga.. te adoro muito e tenho certeza que tudo vai passar em breve.. bjao da gaúcha PATIZINHA.. bjao flor

Keila Rocha disse...

hahahahahahaha...tô rindo muito ainda, mas amiga isso é um ótimo sinal(tem q ser), pena q o bichinho encomoda....hahahahaha...bjoooooooo

Marina disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ri tanto que meu namorido veio ver se eu estava bem! Imaginava o bichinho pulando, tipo circo de pulgas, sabe? E ria mais ainda!!! Só você mesmo!!! Olha, mas nada de vinagre nele...ele pode gostar de morrer temperado! Muitos beijos e hje tem msn??? Ou minhas amigas-picolé congelaram?? :( Miiiiil beijos aquecidos!!!

Adriana disse...

Ameeeeeeeeeeeeeeei o teu post.Meu cabelo tá crescendo mais lento que tartaruga em fuga.Aqui no sul(Butiá)tá um frio de renguiar cusco e eu continuo me virando com chapéus, lenços e agora toucas. AH! Ainda estou na expectativa se ficará igual, melhor ou pior. Bjos Adriana

Postar um comentário

Obrigada por ler o blog, fico feliz que esteja aqui. Deus nos abençoe!!!!