segunda-feira, 5 de março de 2012

Terceiro ciclo de quimio. Novo desafio! Cruel...

Sexta fui ao hospital para o terceiro ciclo de quimio e receber os resultados dos exames que fiz, tomografia, ecografia.  A boa noticia foi que não encontraram nada no pâncreas, rim e fígado, mas novamente fui surpreendida com a noticia que jamais gostaria de ouvir, há metástases na coluna e nesta não há o que fazer, apenas tratamento paliativo pra dor e me manter viva.
O que dizer pra uma mãe, esposa, profissional, cristã que tem se segurado até então em sua fé de que voltará a ser quem fora um dia depois de um diagnóstico desse?  Tentei, juro que tentei não me deixar abater por mais essa  noticia, mas não dei conta. Fui pra sala da psicóloga e deixei ela  doida, fui pra quimio chorosa e abalada, voltei pra casa, 7 horas  de quimioterapia depois, com a cabeça a mil, rodando mil filmes na minha cabeça, de filmes que já vi, mas principalmente dos que gostaria de ver, minha filha formando-se, de noiva no altar, chegando em casa com seus filhos e eles correndo pra mim gritando vovó, vovó... Eu chegando cansada da  escola;  enlouquecida com as contas a pagar, vendo meu pequenino fazendo formatura de pré, ensino médio, facul... Tornando-se um grande homem , integro e de caráter como o pai, amoroso como a mãe.
Chorei, desesperei, como nas outras vezes, mas desta vez foi diferente, porque eu não sentia o que foi dito, não sentia como verdade. É como se eu fosse acordar e sair deste corpo que já não é meu a tempos, desta vida que a doença me transportou.
Não tenho tido dores homéricas, mas agora já sabemos o que ocasionava a minha falta de movimento, e com isso pode-se instituir um tratamento, que não muda nada, diante da metástase no ovário e pele, apenas foi acrescentado mais um remédio e cálcio. Talvez eu faça radioterapia quando terminar as quimios que agora, já não sei mais se vão terminar um dia.
Dias vazios...São sempre assim depois das quimios, os enjôos, os defeitos colaterais acabam te consumindo e quando se vê, já é noite, madrugada e o dia amanhece. E gente lá, com toda  aquela ânsia louca de viver, vendo seus dias “vomitados” ralo abaixo.
Eu sei que o post ta confuso, confuso como eu, que não sei e nem quero ir contra mim e minha natureza de guerreira, quero viver, quero a cura, quero ficar boa, e sei o quanto isso irá me custar, a dor que terei que sentir, mas me recuso a ouvir que não tenho cura, me recuso a aceitar tratamento paliativo, me recuso a perder a fé, me recuso que sintam pena de mim, me recuso a me sentir assim, fraca, mas me deixo ficar, pra me fortalecer, porque eu não vou desistir não. Mas me diz, o que dizer pra dona Lilian diante de toda essa confusão de pensamentos e sentimentos? Eu até tento, mas neste momento e como se eu tivesse numa bolha assistindo isso de fora, não acreditando que essa seja mesmo a minha sina, que vou acordar, e nada disso será verdade. Embora eu saiba que é...

11 comentários:

✿ chica disse...

Puxa, imagino como estás mesmo.

Mas não vai te entregar. Vamos que vamos!!! Força, garra e quem sabe, as coisas não sejam assim como pensas.

Vamos torcer.

Vivo aqui momentos de Radioterapia do marido que apenas as está iniciando.E são tantas!!!

Tenho que estar sempre dando ânimo e força.

E assim faço contigo agora!! Vamos lá!!! beijos,chica

Nada Paciente disse...

Não tenho nem o que falar! Acho que você deve conversar com muitos médicos e tirar dúvidas... e vc ainda não tentou a radioterapia né? Pode ser uma boa solução na coluna! Não desista, sei que é fácil falar mas vá em frente!!! beijo enorme!

Keila Rocha disse...

Amiga, chorei com seu desabafo agora, mas a única coisa que tenho pra te dizer nesse instante é que estou sempre pedindo por vc nas minhas orações, e que vc é a mulher mais porreta que conhecí, e sei que este lugar vai continuar sendo seu, pois vc tem pelo que lutar e acredita na vida, embora ela seja assim tão maluca. Não deixa o desânimo tomar conta por muito tempo tá? só um pouquinho pode, afinal precisamos passar por todas as fases pra podermos virar a página, mesmo q pra vc esteja sendo uma novela mexicana, sempre tem final feliz...bjo e Tiamu muito tá?

Tânia disse...

Tenha certeza de que eu quero muito que seja livre, saudável, contente; que 'seja'. Que tudo aquilo que a preocupa, a desassossega, a faz sofrer, por Deus, seja logo transformado.
Um beijo.

Adriana Martins disse...

Olá Lilian,desde outubro de 2011 leio seu blog,mas é a primeira vez que comento.Fiquei muito triste pelo seu desabafo,vc tem toda razão de estar assim...mas não desanima não!!!!!!!Olha,vc já tentou tomar Avelós?Eu leio varios blogs e as pessoas falam muito dele.Tem o SCUUBA também.
Pôxa,eu nem sei o que falar,mas te desejo tudo de bom,moro em Sâo Paulo e qualquer coisa que precisar,meu email é adrianamaf@bol.com.br.
Beijos

Vera do sullllllll disse...

OLá!
Fiquei triste com as notícias,mas é o que tem pra hoje .....
ENTÃO....BORA....VAMOS seguir bem o tratamento, Não deixar a cabeça endoidar e VIVER do jeito que dá, com ou sem os ejôos,diarréias e afins. Permitir que nos acarinhem bastante, nos papariquem também,e sem conformismo lutar,com todas as armas que dispomos....
EU estou aqui para o que precisares, rezo e te nomeio sempre, quero espero e sei que a medicação fará o seu papel e que com um pouco mais de sacrfício tudo dará certo. Bjs

Cristina disse...

Assim como a Keila, me emocionei ao ler seu post. Não tenho palavras, mas todos os dias oro com muito amor por você. Nunca nos vimos pessoalmente Lilian, mas é como se nos conhecessemos há muitos anos. Temos muita coisa em comum. E eu gosto muitoooooooooooo de você, do seu jeito até humorado frente as adversidades. Você vai sair dessa amiga e vai resgatar sua vida. Eu aqui fico na oração sempre, com muito carinho! Um abraço!

Angel love disse...

Ain, o que dizer depois de ler esse post? Devo confessar que estou em lágrimas, dói em mim! Mas devo te dizer minha amiga de luta, o que vale é o diagnóstico do médico dos médicos, JESUS, Ele pode o impossível e apenas Ele determina nossas vidas. Creia que qualquer quadro pode ser transformado, você é forte, é guerreira! Normal sentir assim, você tem todo direito, mas que seja agora, apenas agora! Depois levanta, sacode a poeira e vamo que vamo! Não sei se isso ajuda, estou meio sem palavras, mas descobri um anjo que vai me enviar o avelós, a esposa dele foi curada com essa planta; ele é do Rio de Janeiro e envia gratuito para quem quiser em qualquer lugar do Brasil, a gente só paga os correios, caso queira, me fala tá? Você vai vencer mais essa e ver seus filhos formando, se casnado, seus netinhos e tudo mais que você deseja e merece, tenho certeza! Beijos de muita luz e energia positiva, estarei orando por você!
Cris

Marina da Silva disse...

Lílian,
Gostei do seu desabafo, a gente tem mesmo que por tudo pra fora, e mais ainda do que disse"me recuso a ouvir que não há cura". Diga pra você o tempo todo coisas positivas como esta, mude a frase para eu só vou ouvir tem cura! Siga na sua fé, faça o tratamento, tome o cálcio (eu tomo há tempos o alendronato de sódio que é para a osteoporose), não esqueça de "tomar' um sol pra fixar o cálcio e pra dor tem remédios! Se precisar de um "colin" extra conta cum nóis! Fica com Deus e vamos numa corrente positiva pela CURA!UM ABRAÇÃO CHEIO DE LUZ DE CURA! e VAMU QUI VAMU! bJ. Marina

Blog da Terezinha Sobreira de VS disse...

É isto mesmo: ordene às suas células de defesa, em Nome de Jesus, que se ordenem e enfrentem esta batalha. Que elas destruam as células inimigas pelo Poder do Sangue do Cordeiro Inocente derramado na Cruz. Renuncie mesmo a todo mal. Rejeite-o. Não o aceite em seu corpo.
E que assim seja.

Adriana Garcia disse...

Lilian. Me emocionei muito com o teu desabafo. Mas acima de tudo não desanima pra Deus nada é impossível.Não aceita a doença como TUA pois ela NÃO TE PERTENCE e nunca abandona os pensamentos positivos, mesmo que as vezes pareça impossível. Tuuuuuuuuuuudo de bom pra ti. De coração continuo aqui torcendo por ti. Adriana

Postar um comentário

Obrigada por ler o blog, fico feliz que esteja aqui. Deus nos abençoe!!!!