domingo, 20 de novembro de 2011

Abrindo janelas, portas, coração...


Cada fato que acontece na vida da gente, ( na da gente, não da novela) é como se abrisse um leque de oportunidades, uma nova maneira de viver a vida, um sentimento, a dor. Depende de como encaramos tais possibilidades, para alguns sentar e chorar é a resposta, para outros conhecer o desconhecido, ou ainda modificar-se.

Lembro-me que a faculdade abriu uma janela para o mundo pra mim, e por cauda dela hoje posso sustentar meus filhos; depois disso e da separação, outras janelas em que vislumbrei cores, sabores, musicas, leituras, prazeres, desejos, pessoas, lugares que jamais imaginei existir, fui inclusive muito feliz.
Foi assim depois do diagnóstico, esse canal blogosférico, mostrou-me um mundo diferente do que vivia, conheci pessoas maravilhosas, pessoas sem noção que tratam a doença como sentença de morte irrevogável, que demonstram ser super-heróis que enfrentam a doença como uma gripe e a quimioterapia como limonada; heroínas que não são atingidas em nada pela doença, e nisso eu particularmente acho algo impossível.A não ser que seja divertido fazer quimio, vomitar a alma, virar a prima-irmã do tio Chico Adans, ficar careca, sem sobrancelhas, ter a pele torrada pelas rádios. Bom, eu não achei graça ( tirando é claro a parte de não ter pelos, nas partes, rsrsrs). Hay que endurecer pero sin perder la ternura jamás. ( Che) , isto é, há que se enfrentar com otimismo e dignidade, mas @#$%&%$ , quem suportaria tudo isso sem nunca ter derramado uma lágrima? Então não me venha posar de ser humano ultra-mega-plus bem resolvido, que nada abala, ou não é ser humano. Não estou dizendo que temos que sentar e chorar e bancar a vitima, isso é feio, só queria um pouco mais de sinceridade. Pra que esconder, fingir quem não é? 

Compensação conheci gente de fé, guerreira mesmo, mulher, homem, criança, jovem, seres humanos irmanados pela mesma dor e pelo mesmo sentimento de esperança na cura. Basta que relatemos que temos a doença e a empatia é feita, o laço se estreita, nos traz mais pra perto. É o poder da solidariedade. Todos vivenciamos as mesmas angustias, os mesmos medos, a dor, a eminência da morte. Não importa o estadiamento, o tipo ou onde está o câncer, nos transformamos irmanados, solidários o sofrimento do outro, nos alegramos com os avanços, ficamos extasiados de felicidade pela melhora, pela cura, pela volta a vida; nos abatemos com os prognósticos ruins, com a morte. É como se fossemos todos de uma mesma família. E embora às vezes, não trilhemos os mesmos caminhos, os mesmos procedimentos, os mesmos tratamentos, o lugar a que ser quer chegar é sempre o mesmo. Lá no horizonte está a cura. E isso nos move, nos une, nos impulsiona a rezar uns pelos outros e todos a Deus nosso Senhor e Rei.
Sei que não são dias fáceis, sei que cada um de vocês mantém uma luta diária contra a doença e alguns contra si mesmos, porque os pensamentos voam a cada dor nova, a cada sintoma que possa vir a ser manifestação da doença, mesmo que aquela dor de cabeça seja só isso mesmo, uma dor de cabeça; que aquela tosse seja alergia da poluição e não metástase no pulmão; ficamos aterrorizados com a possibilidade de um “remember” , e não é de maneira alguma, pessimismo, é ser realista. E como a gente se magoa com os bons conselhos como: “ Você não pode pensar assim... Vai dar tudo certo, não pensa besteira... Tenha fé, acredite... Isso não é nada...É como se quiséssemos ter ficado doente, permanecer doente, sentimos... Punto e basta!
Aviso aos navegantes, “a gente não somos pessimistas”, somos calejados; o que pensamos pode ser errado, pode não ter nada evidente, nem fazer sentido, mas não julgue como besteira, são os pensamentos de quem passa ou passou pelo vale das sobras da morte; revele os nossos momentos “antas” de ser. E sim, nos temos fé, muita fé, temer o que está  por vir não é falta de fé, é muito mais a coragem se esvaindo, as forças se acabando, o ânimo se esgotando do que falta de fé, porque nenhum de nós sobreviveria sem ela, sem a certeza que Deus está nos amparando, nos cuidando, protegendo. Mesmo quem morre, e algum estúpido diz, fulano perdeu a guerra contra o câncer, concordo que seja uma guerra, discordo e odeio o tal “perdeu”. Duvido que alguém  tenha morrido sem estar de mãos dadas com Deus, e me diz se estar no céu, na glória de Deus é perda ou ganho? Obvio que queremos ganhar bem mais tarde, mas beeeeem mais tarde mesmo.
To meio sem paciência com os conselheiros de plantão, que não sabem as dores homéricas que tenho passado e tentando me animar, me derrubam, tentando me fazer culpada, por estar cansada. Mas estou feliz, feliz demais com quem sabe entender e que está do meu lado, mesmo a kilometros de distância, mesmo que jamais nos tenha visto, tocado, ouvido. E é pra vocês hoje, meus queridos, minha prece, meu agradecimento, meu sorriso, minha lágrima, minha solidariedade, meu carinho e admiração... Sinta-se todos beijados e abraçados...

Daniel... Beijinho especial. Eita homi que admiro.

15 comentários:

Anônimo disse...

.

Já que a minha palavra não te levanta,
resta-me chorar com a tua dor.

João.




.

Cristina disse...

Me identifico com cada palavra sua. Muito ruim mesmo quando estamos tristes, com medo e ouvimos que não é nada, ou é falta de fé. Só quem passa sabe como é difícil lidar e conviver com o estigma dessa doença. Ouço tb que meu jeito de ser colaborou para ter o ca....nem respondo mais. Quanto ao abraço já me senti abraçada viu? Mando de volta um super abraço para vc! bjssssssss

✿ chica disse...

Obrigado pelo abraço e te desejo muita força, a mesma que tenho enfrentado aqui em casa com o maridão que também está doente...beijos,chica

daniel disse...

Assino em baixo, querida Lilian. Você colocou em palavras muitos sentimentos que compartilho com vc, alguns ainda vagos e confusos na minha cabeça e que depois de te ler assumem contornos mais precisos. O carinho, gostoso, confortante que sinto de vc é uma benção....Nós estamos sempre com vc e vc está sempre nas nossas orações. Beijo carinhoso, saude e, como se diz, vá lá e mostre a eles!

Lilian disse...

EU APENAS ESQUECI DE CONCLUIR QUE, MESMO TENDO MEDO, O QUE NAO VALE É DEIXAR DE VIVER, PORQUE NINGUÉM SABE QUANTO TEMPO O TEMPO TEM....

O SOL do amanhã... disse...

Lilian amada...essa é a Lilian que conheço, que fala com o coração em voz alta...
Meu amigo perdeu sua esposa semana passada e me falaram pra ir falar com ele, como se a gente pudesse arrancar a dor de seu peito. Eu disse: Gente só ele sabe a dor que esta passando, o que a Solange representava pra ele, e é preciso sofrer o que tem pra ser sofrido, nessas horas penso que devemos aprender a respeitar o momento do outro e apenas oferecer nosso ombro amigo, mas muitas vezes em silêncio!!!
Um bjo AMADA!!

Marina disse...

Adorei! Lindo, lindo, lindo! Falou e disse o que eu gostaria de falar (e de ser capaz de expressar tão bem)! Tô com muita saudade das nossas fofocas, não vejo a hora dessa porcaria voltar a funcionar... Muuuuuuuuitos beijos!

Vera do sullllllll disse...

Olá!
O Espírito Santo te iluminou ao escrever este texto... Disse tudo....
Proteção e muitos e muitos anos para NOS.
Bjs

daniel disse...

Lilian, tb tenho uma coisinha pra vc lá no blog. Bj!

Tania Lyrio disse...

“a gente não somos pessimistas”
Woooow!beijuuu.

Anônimo disse...

.

Eu não sou o palhaço que brinca de
curar.
Eu sou o lado romântico da tristeza.

João







.

Eu paciente disse...

Achei um forum bem interessante sobre saude, e nele tem uma area so para assuntos voltados ao cancer.
Muito bom, curti bastante, um lugar bom p/ fazer perguntas e dar respostas para pessoas com cancer.
o nome do site eh eu paciente ( eupaciente )

o link sobre cancer eh

http://eupaciente.com/viewforum.php?f=21

Lucia Lombardi disse...

Choramos sim amiga, sentimos medo, tudo isso, mais o importante e ter a certeza que o nosso Pai esta ouvindo nosso clamor e nos concedendo chances. Chances de recomecar, de transformacao, chances de vida plena! Quando somos ligados pela fe tudo isso e possivel porque a palavra diz se 2 ou mais pessoas chamarem por mim (Jesus0 eu estarei presente! Ele esta presente.Bjus

Anônimo disse...

Ola Xara,é impressionante como você sempre consegue transcrever exatamente oque todos nôs que lutamos contar essa doença sentimos.Fique com Deus,tenha certeza que ele vai te proteger durante esse tempo sem o remedio.Um grande beijo querida,abraços
Lilian

Angel love disse...

Que forte, real e unânime amiga! Estou há dias sem postar no meu blog, não por falta de ter o que dizer, mas por falta de ânimo para transmitir o drama que estou vivendo no momento e todas as minhas dores,em todos os sentidos, ai vejo este texto que se identifica totalmente com o que penso, o ue sinto, a visão que tenho, bem como a sensibilidade da empatia uns com os outros que se untam para se ajudar. Maravilhoso sua forma de expor minha linda. Ver que tem pessoas com os mesmos sentimentos, reais, que tmos nos conforte, me faz pensar que não sou uma lienígena.
Que o Senhor nos dê força para que conquistemos o tão sonhado Luz do fim do túnel, e vamos conquistar, se Deus quiser, e Ele quer!
Bjus
Cris

Postar um comentário

Obrigada por ler o blog, fico feliz que esteja aqui. Deus nos abençoe!!!!