domingo, 3 de junho de 2012

O sofrimento alheio, o meu, o seu, que valor que tem?


Julia esta inconsolada, terminou um namoro de anos para qual dedicou tempo, vida e amor. Anna sofre porque não consegue terminar um namoro que a faz sofrer; Fátima porque será obrigada a separar-se de seu amor. Carla só queria ser amada. Goreth o marido que a abandonou doente. Nadia acha que o amor por si só, salva vidas.
Uma moça entra no salão desesperada pois sua unha quebrou, a outra está arrasada com suas sobrancelhas, e outras com seus cabelos. Não sabe se fazem agressiva , marroquina, escova de morango, chocolate, se pintam de vermelho, acaju, preto, se corta, se pica, se solta, se prende. Houve um tempo em que eu só queria ter cílios, sobrancelhas e cabelos, que minhas unhas não ficassem roxas ou que as pessoas não me olhassem como se vissem algo sobrenatural.
Um senhor reclama que a esposa engordou, mas esqueceu de olhar o tamanho da sua barriguinha, outro reclama da dor na coluna e nos joelhos depois do futebol, e quinta-feira é dia deles estarem irritados, nervosos, ansiosos com o resultado. Resultado dos jogos de quarta quando seus imbatíveis times jogaram e o juiz( sempre ele) roubou. A gente só não queria mais sofrer com resultados de nossos exames de sangue, de eco, de tomo, de fezes, de consciência.
Patrícia reclama do vôo, está atrasado, a ponte aérea a obrigará a perder um de seus passeios em Paris.  Crisleine acha o fim do mundo sair de casa pra ver a mãe do outro lado da cidade;  outras tantas que a distância do trabalho em casa lhe tiram a beleza, o tempo. Muitos não passeiam até a esquina,  pra não ficar doente devido a imunidade baixa, não tem mais a mãe viva e viajam quilômetros pra ir na consulta, faz quimio de sete horas, alguns de 22, outros de cinco dias.
Joana não sabe mais o que fazer com o filho, que corre, pula, não para um segundo. Clotilde recusa abraço do seu, está todo sujo e suado; Filó não sabe como sustentar os 5 filhos que o marido abandonou com ela; Jussara só queria ter um filho, Lu o filho que o câncer levou com 3 anos, Maria que seu filho levante da cama e a abraçasse.
Eu reclamo que o câncer me levou os peitos, a mobilidade dos braços, a vida profissional, de tantos outros ele levou a visão, órgãos vitais, a dignidade, a vida...
Falava com Marina da Silva ontem, que me irritava ver, ler , saber que uma pessoa reclamasse de coisa banais, uma aluna estes dias tentou se matar e veio me contar acredita? Eu lutando pela vida e ela atentando contra a dela. Li uma mulher reclamando que seu seio ficou pequeno ainda, mesmo depois da reconstrução, eu nem isso poderei fazer; outra paranóica porque o medico não pediu nem quimio, nem radio, só uma porcaria de uns remedinhos. Ou não confia no profissional, ou é masoquista demais, quem ia querer fazer quimios? Li reclamações de que o marido não para de enche-la. Motivo: Quer leva-la viajar, sair e ela só quer chorar e ficar só e o bendito sai com os filhos sozinho. Tem idéia de quantas mulheres são abandonadas por seus companheiros? Ou humilhadas, negligenciadas, ou que não poderão ter filhos e esta criatura já curada, se enterra com suas paranóias. Estou errada em sentir revolta. Assim caminha a humanidade. Cada pessoa tem a sua vida e nela seus pesares. Pra muitos uma unha encravada é motivo de dor, outros não tem pés. O que pra mim não é nada, pra outro pode ser tudo. O que pra nós é tudo ao outro nada.
Pra nós que vivenciamos esse processo de dor o qual o câncer nos impõe, uns mais outros menos, mas sempre um processo de dor. Aprendemos a valorizar as pequenas coisas, os pequenos prazeres, são pura felicidade, poder tirar 3 pelinhos da sobrancelha, fazer espuminha quando vai lavar a careca-kiwi; poder comer (qualquer coisa) sem vomitar; ir na feira, beijar filho, ouvir seu marido dizer que esta gostosa e estar gorda, despeitada, careca, inchada; ver o sorriso dos amigos em vê-lo; entrar numa blusa, ficar uma semana sem agulhada, exames e afins;marcar compromisso pra outubro estando em maio ainda; comer leite em pó na colher; querer comer algo e sua amiga/amigo/madrinha te trazer; ficar em casa curtindo preguiça porque quer, não porque precisa; rir das postagens no face alheio e dar o seu pitaco; assistir novela/futebol com os amigos online e comentar sobre, em tempo real; estar triste e receber carinho... E quantas tantas outras fontes de felicidade, que assim gota a gota, nos preenche a vida. Vida!
Faça a empatia amores com o outro, revele o peso que o outro colocou em seu sofrimento, mas dentro do possível, dá um toque pro sem noção. E se o sem noção é você, amoreco, olhe algo mais que o seu umbigo, não sofra por causa de coisas banais, a vida é muito curta pra perder tempo com futilidades, não espere ficar com ela sobre um fio pra valorizá-la.
O sofrimento dos outros, os meus ou os seus problemas podem não ser os mesmos, não ter a mesma intensidade, mas que tal tentar ver a vida como ela é. Lute, tenho força, garra, fé, você pode surpreender-se com o tamanho da fortaleza que existe em você.
 Uma semana abençoada a todos nós, pra mim ela esta cheia de acontecimentos, na terça faço a tomo e a cintilografia, na quarta 42 aninhos, na sexta pego os resultados, tenho consulta e aplicação de calcio e dependendo quimio junto. Talvez por isso esteja com borboletas no estomago, mas quer saber? sofrer, sofrer de verdade, só na sexta com as certezas nas mãos, mas no sábado, bora voltar a vida. tenho grandes planos pra ela e tenho certeza que Deus também...

Minha prece e amor as amigas do peito que estão passando por cirurgia, sofrendo com as quimios, com resultados de exames, com o cabelo que veio tudo branco, com o cabelo que não vem, com os leucócitos que fugiram, enfim, essas coisas básicas que vivemos e conhecemos bem... 

29 comentários:

marihelbar disse...

Seu texto foi uma soco no estomâgo. Uma verdade pura e crua sobre como vivemos e como deixamos o próximo viver. Chega de reclamações sem sentido não é? Lindo! Lindo! Lindo!

marihelbar disse...

E a monalisa me rendeu uma gargalhada. Sorry!

✿ chica disse...

Texto profundo esse.Bem escrito! Ótima semana pra ti ! beijos,chica

Ro Aguiar disse...

Essa minha amiga, te admiro muito pela sua sensibilidade, força e alegria de viver, beijão no fundo do seu coração, que essa semana seja repleta das coisas boas que voce é merecedora.

Elaine Gaspareto disse...

Lilian,
Seu texto me trouxe lágrimas, muitas, sentidas, abundantes.
Lágrimas por mim, porque muitas vezes não vejo o quanto a sem noção sou eu.

Este texto precisa ser lido, sabe? De verdade.
Feliz aniversário adiantado.Ou não... já que quem luta com tanta garra pela vida faz aniversário (e festa) todo dia.
beijos de uma pessoa que ganhou o dia hoje por ter lido suas palavras.

Manuela Nygaard disse...

Mais uma vez você tirou as palavras da minha boca!!!
Como pode alguém com tudo pra ser feliz, pessoas maravilhosas lutando por ela reclamar tanto, fazer tanta questão de sofrer??
Vambora ser feliz que é o que há!!!
Bjs!

rute disse...

Que realidade suas palavras leva nos a ver a nossa mesquinhez...Deus continue a te abençoar com forças e saúde a cada amanhecer.

Anônimo disse...

Obrigada por lembrar que reclamar de coisas pequenas é uma vergonha. Vou torcer pela sua sexta. Um abraço!

Michelle disse...

Tudo isso aí... parece que eu que escrevi!
Antes do câncer eu já achava um saco gente que reclama de tudo e vive em constante sofrimento por bosta nenhuma... imagina agora???? Vem reclamar comigo que o chefe é um idiota e vc odeia o trabalho, já falo logo... então sai carai, procura outra coisa. Vem reclamar que o metrô tava cheio e vc odeia essa vida e eu já te digo logo... vem a pé porra! Vem reclamar que o marido nem notou o cabelo novo e eu já respondo, vc notou? gostou? tá feliz com o novo corte? então pronto! Vc nao precisa da aprovação de ng pra ser feliz... Acho que existe quem nunca sofreu e aí faz drama de tudo e quem sofre com motivo mas prefere se manter no sofrimento ao invés de tirar força lá do fundo e curtir o que de mais importante existe no mundo a VIDA... com câncer, sem câncer eu sempre pensei que respirar era uma coisa incrível e se existe ar nos meus pulmões então bora pra luta pra não se acomodar com as coisas que incomodam... claro, em vários momentos da vida eu me permiti sofrer, pq é isso que nos faz mais humanos e sofrer nos faz valorizar ainda mais as pequenas felicidades....

bjjjjjj

Anônimo disse...

Sem comentários.....
Apenas uma lição de vida.

Anônimo disse...

Obrigada

Marina disse...

Afff, você está cada dia melhor! :) E aí? Saiu o 2o capítulo? :) Tiamu!

rosana fonseca disse...

Como disse a marihelbar seu texto foi um soco direto no estomago ,tenho que fazer a retirada do utero por causa de uma adenomiose e estou aqui com estress em grau mil e se nao bastasse sofrendo pelos filhos e netos como se eles nao se superassem sem mim.
Hoje digo bendita internet que trás pra nós tantos exemplos de luta e força ,acredito que hoje Deus me trouxe a net justamente pra isso ,pra levar um soco bem dado no estomago e reagir a um problema que é micho diante de tantos outros que vemos por esse mundao de nosso Deus.Agradeço a Deus agora nesse momento por esse meio de comunicaçao que trás a nós pessoas de tão longe e que acabam fazendo parte de nossas vidas,agradeço a Margaret que encontrei na net qdo procurava por artesanato e hoje postou o link desse blog e agradeço a vc Lilian Carla por esse soco involuntario que me fez rever algumas coisas.Obrigada por existir.Que Deus nos abençõe mais .Um beijo com carinho pra vc!
Rosana.

Anônimo disse...

Puxa vida..Como que vc realmente é uma guerreira incondicional...Parei um tempo para ler...Já que não encontro tempo pra ir te encontrar...e emocionei por ver quanta lição de vida vc tem pra nos passar...Bjs no seu coração e até...

Anônimo disse...

Obrigada pela lição de vida,
Viver é não ter o direito de reclamar!!!

Japa disse...

Sem palavras...BRAVO.

Diário de uma guerreira - Luta contra câncer de mama. disse...

Lilian
Você escreve como ninguém...
Me emocionei...chorei, ri e refleti...
Linda guerreira!!!!!!!!!!!
Beijos no coração!!!!

Anônimo disse...

Sei que não é justo tentar medir as dores de cada um, pois não podemos julgar o quanto cada pessoa suporta de "peso", mas uma coisa é certa, podemos tirar um belo exemplo das suas palavras.

Um grande abraço e que a sua luz continue brilhando forte.

Ivone Delgado disse...

ai amiga sabias que não adianta, as pessoas só sabem o que é sentir, viver qdo estao prestes a peder. Infelizmente as pessoas só sabem reclamar. eu já passei por quimio entao pra mim até pular um apoça de agua é uma festa , ver o sol se por yodo dia e ve-lo nascer de novo é uma festa , comer ,sentir o gosto não achar que tá comendo papelão, até nisso eu sinto a felicidade, mas cada um vive sua vida com o acha , amiga te admiro . te amo sempre e segue..segue ...segue ..estamos bem atreas de voce ...nem precis aolhar eu pelo menos estarei lá ...bjkas

Anônimo disse...

Lindo. Melhoras Lilian.

✿ chica disse...

Lilian, vim antecipar teu niver, deixando o carinho que fiz pra ti por lá!.Espero que gostes! Aqui está:

http://poetrixica.blogspot.com.br/2012/06/para-lilian.html


beijos,FELICIDADES! chica

Anônimo disse...

"Antes de julgares a "minha vida" ou meu "caráter"... Calça os MEUS sapatos e percorre o caminho que EU percorri, vive as "minhas tristezas", as "minhas dúvidas",as "minhas alegrias" !!!Percorre os anos que e EU percorri, tropeça onde EU tropecei e levanta-te assim como EU o fiz!!! Cada um tem a sua própria história !!!E então, só aí poderás "julgar-me!"(Mário Quintana)

pensandoemfamilia disse...

Vi seu link na Chica e vim parabenizar pelo niver.
Felicidades.
bjs

Adriana Garcia disse...

Lilian talvez não fosse necessário repetir o que as guria já disseram mas não consigo me controlar...Teu texto tá LINDO.Acompanho teu blog quase que diariamente e muitas vezes tenho a impressão que estás escrevendo diretamente pra mim(quanta pretensão né?). Talvez por termos tantas coisas em comum(hahaha)ano da descoberta da doença,profissão, a boa e velha rotina dos três turnos e a correria com os filhos...ufffa.Mesmo já ter passado pelas químios, radio, mastecomia e me preparando para a terceira cirurgia tô me sentindo muito bem. Claro que sempre na expectativa dos bons e velhos exames de rotina(mais rotineiros ainda pra mim pois sou tríplice negativa). Bom, passei mesmo pra te agradecer as belas palavras(saculejos mesmo) e te desejar TODA a felicidade pelo níver e que este e os próximos sejam exatamente como sonhares. Bjos

Ana disse...

Meu Deus, que coisa mais linda. Confesso que fiquei sem palavras, é muito reflexivo tudo que escreveu. Parabens pela coragem e os meus votos de muta saúde e um feliz aniversário!!!
Beijos

Neidinha disse...

Ler o que você escreve nos remete ao que há de mais guardado nas nossas futilidades, e as vezes pensamos que essas coisas tolas estão no centro de nossas vidas e não vemos o quão importante é ser feliz e lutar pela nossa felicidade e a de quem nos rodeia, MUITO OBRIGADA por escrever sempre coisas lindas assim.

Bia Hain disse...

Oi, Lilian cheguei até aqui através do blog da Chica para deixar o meu abraço por seu aniversário. Que Deus a dê saúde e paz, sempre. Um abraço!

Marina da Silva disse...

Lilian
Só hoje vim no seu blog e que maravilha ler esse post fenomenal! Obrigada por tê-lo escrito, me vi literalmente, muitas vezes!kk
Gostei tanto que vou ROUBARTILHAR PARA SÁBADO! Bjs. Marina menorkkkkkkk

Dé Motta disse...

Querida, que coisa fantástica suas palavras... eu começo minha luta,também pela vida, e contra a vaidade. Que Deus possa me iluminar como o fez com você, e muita força para ser feliz!
Um beijo no seu coração e obrigada pelas palavras de luz!!

Postar um comentário

Obrigada por ler o blog, fico feliz que esteja aqui. Deus nos abençoe!!!!